Novos livros na BE

No decorrer da feira do livro do “Outono Vivo” e devido à generosa oferta por parte da Câmara Municipal da Praia da Vitória, a nossa biblioteca pode adquirir um considerável número de livros para ambos os ciclos do ensino básico.

Aguardamos a vossa visita. Boas leituras.

Anúncios

Projeto de leitura e inclusão da EBIPV recebe selo de qualidade do eTwinning

O eTwinning é uma Ação do Programa Erasmus Plus da União Europeia que disponibiliza uma plataforma para que os profissionais da educação (educadores de infância, professores, diretores, bibliotecários) que trabalham em escolas dos países europeus possam desenvolver projetos comuns, com recurso à Internet e às Tecnologias de Informação e Comunicação (www.etwinning.net).

Um projeto pode candidatar-se e vir a obter um selo de qualidade, quando alcança, em geral, excelência nas seguintes áreas: Inovação Pedagógica e criatividade,  Integração Curricular, Comunicação e intercâmbio entre escolas parceiras, Colaboração entre escolas parceiras,  Utilização das tecnologias e  Resultados, impacto e documentação.

A biblioteca escolar da EBI da Praia da Vitória recebeu o selo de qualidade pelo projeto “Inclusão digital e atividades na biblioteca” que desenvolveu com os alunos do 6º D (professor Augusto Oliveira – fundador), a turma Ocupacional (professora Helena Louro e Rosa Medeiros) em parceria com a escola Ins La Sénia, Espanha (Rosalia Serralta – fundadora) e que contou ainda com a colaboração do professor Cláudio Ferreira.  Tratou-se de um projeto de promoção da biblioteca escolar como um instrumento fundamental de apoio às atividades pedagógicas e como espaço de recreação, de manifestação de criatividade, gosto pelo conhecimento e desenvolvimento do sentido crítico e o respeito pela diversidade cultural. A biblioteca escolar é encarada como um espaço de inclusão social, na qual os alunos com necessidades educativas especiais encontram oportunidades de enriquecimento pessoal e educativo, através da inclusão digital.).

Destacamos ainda a utilização do telemóvel como ferramenta pedagógica pelos alunos e equipa de docentes, com especial destaque na utilização das aplicações “Aurasma” – realidade aumentada –  “QR Code” – leitura de mensagens através de códigos – com aplicação não só escolar, mas também para acesso à informação que hoje em dia é já comum na sociedade atual. Contou ainda com a preciosa colaboração dos encarregados de educação. Parabéns a todos os intervenientes!

Podem ver todo este projeto acedendo a https://twinspace.etwinning.net/33876/home.

 

Vitorino Nemésio na nossa biblioteca

“Nemésio por Inteiro” é um projeto da Câmara Municipal da Praia da Vitória que traz à nossa escola, durante quatro dias, o autor Vitorino Nemésio, através do corpo e expressões do ator Ricardo Martins, fazendo com que o mesmo interaja com os alunos do 6º ano, promovendo a vida e obra do escritor terceirense. Foi desta forma que a equipa da biblioteca escolar entendeu complementar a exploração da obra “Vitorino Nemésio, grande homem das letras” – escrita por Nicha Alvim e ilustrada por Madalena Matoso – juntando esta dramatização a todos os outros recursos produzidos e disponibilizados para exploração do referido livro em contexto da disciplina de Português.

Na biblioteca escolar, a personagem “Vitorino Nemésio” fala da sua vida e obra, por forma a que os alunos possam aprofundar alguns dados históricos do autor enquanto cidadão, mas também do escritor e do homem: os seus pensamentos, os seus conceitos, ideias e formas de estar. Os alunos têm participado ativamente, colocando inúmeras questões, demonstrando enorme interesse pela atividade proposta.

Um agradecimento à Câmara Municipal da Praia da Vitória e ao Ricardo Martins pela prestimosa colaboração, à equipa da biblioteca escolar e aos docentes de Português do 2º Ciclo.

Correntes de contos

Ao longo das últimas semanas, à quinta-feira, todas as oito turmas do 1º e 2º ano da EBI da Praia da Vitória têm participado numa sessão de contos protagonizada pela equipa da biblioteca escolar. É-lhes contada a divertida história do “Zbiriguidófilo” pela professora Noélia Horta, propondo-se aos alunos um desafio à sua imaginação, através de um desenho deste “ser” do qual não existem imagens. Ao longo da atividade são ainda contadas as histórias “Orelhas de borboleta”, “Amélia queria um cão”, ambas as obras da editora Kalandraka, e, por fim, “A menina que queria ser maçã” do escritor angolano José Eduardo Agualusa. A parir deste livro são feitas abordagens à simbologia da maçã na ciência, na mitologia, na História e na saúde, oferecendo-se no final uma maçã a cada aluno, explicitando-se a partir do adágio “uma maçã por dia mantém o médico longe” as vantagens de integrar essa fruta na alimentação.

image-2amelia-quer-um-cao-pt_01

Ciclo “Histórias para Crescer”

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 
Iniciou-se hoje na Biblioteca Escolar o ciclo de sessões de conto destinadas aos alunos do 1º e 2º ano, em parceria com o Projeto de Educação Afetivo-Sexual da EBI da Praia da Vitória. Na sequência da exploração do conto “A formiga horripilante” em contexto de sala de aula, a biblioteca escolar apresentou uma atividade de exploração da obra “A ovelhinha negra”, de Elizabeth Shaw, organizada em torno da leitura dramatizada desta história, feita pelos docentes Noélia Horta e Augusto Oliveira. Apresentou-se, seguidamente, aos alunos uma projeção de imagens em powerpoint para inferência de sentimentos, atitudes e valores abordados na história, atividade conduzida pela docente Teresa Meneses.

Graças ao extraordinário apoio da docente de artes Helena Louro, os alunos puderam ainda tirar umas divertidas fotografias na pele de “formiga horripilante” e/ou “Ovelhinha negra” e ainda construir uma máscara de Carnaval na zona de trabalho da biblioteca. No final, não faltou a fotografia do grupo de “ovelhinhas” e “formiguinhas” com as máscaras trabalhadas por cada aluno, mostrando que somos todos diferentes e únicos. Agradecemos à docente titular do 1º B a sua disponibilidade e colaboração.

Acreditamos que esta experiência terá contribuído para a formação integral destes jovens alunos e para o incentivo à leitura.

Livro “Ungali” narrado e ilustrado em videobook

 

 

Merece uma atenção dedicada o videobook realizado pelos alunos leitores da turma Ocupacional, Socioeducativo (AeB), PCA, DOV (A e B) e Pré-profissionalização (A e B), da EBI da Praia da Vitória no âmbito de um projeto colaborativo desenvolvido com a Biblioteca escolar.

Compete-me a agradecer aos docentes do Núcleo de Educação Especial pela adesão ao Projeto Ler +, em especial à professora Rosa Medeiros, da Equipa da BE, pela abertura e entusiasmo, não esquecendo os fantásticos alunos que muito trabalharam (leitores e ilustradores) e contribuíram para o sucesso deste projeto. Um agradecimento a todos os docentes, uma vez mais, e ainda ao Prof. Cláudio Ferreira pelo apoio na realização do audiobook.

Parabéns a todos pelo extraordinário trabalho!

Conheça e acompanhe todas as fases do projeto nos links abaixo indicados.

https://www.youtube.com/watch?v=V9SVmZ6zNoI    (Preparação da vinda da escritora)
https://www.youtube.com/watch?v=lZW7LKXTi_U   (Encontro com a escritora)
 

 

Elsa Serra na Praia da Vitória

Elsa

 

A escritora, contadora de histórias, formadora, atriz e animadora vai estar de 7 a 11 na Praia da Vitória, no âmbito de uma iniciativa conjunta da EBI da Praia da Vitória e da edilidade local. A escritora estará em várias escolas do concelho a promover sessões de conto da sua última obra “Ungali” , recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, nos dias 9 e 10. Participará simultaneamente no evento cultural Outono Vivo, numa sessão com os contadores de histórias Valter Peres e Ricardo Ávila (dia 9, segunda, às 21h30) e na apresentação da sua obra, dia 8, domingo, pelas 20:30 horas. A escritora, com uma vasta experiência em formação associada ao livro e à sua exploração para o público infantil, realizará a formação “Oficina de contadores de histórias”, certificada pela Entidade Formadora da EBI da Praia da Vitória, destinada às equipas das bibliotecas escolares e biblioteca municipal do concelho. A sua presença afigura-se como uma oportunidade de enriquecimento pessoal e de desenvolvimento de competências profissionais em prol da literacia da leitura.

O seu livro “Ungali” integra o Projeto Ler + no 1º Ciclo, promovido pela Rede Regional das Bibliotecas Escolares, destinado aos alunos do 2º ano, que será alvo de exploração em todas as turmas do 2º ano da nossa unidade orgânica. Os alunos do Ensino Especial da EBI da Praia da Vitória e respetivos docentes anteciparam a leitura e exploração da obra, numa atividade muito criativa à volta do “Ungali”. Merecem, naturalmente, um particular destaque pelo empenho e participação nesta oportunidade de associar também a leitura à inclusão, fazendo da biblioteca escolar um espaço que se pretende afirmar, inequivocamente, para todos.

Elsa Serra é contadora (narradora) de histórias desde 1999. Cofundadora da Associação Histórias Desenhadas e projeto CLIC – Clube de Literatura, Ilustração e Companhia, tem desenvolvido, enquanto animadora e contadora de histórias, ateliês de escrita criativa e de expressão dramática dirigidos a mediadores de leitura, técnicos de biblioteca, educadores, professores, pais e outros animadores de leitura. Trabalhou com a Fundação Calouste Gulbenkian, o Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem, o Centro Nacional de Cultura e diversas câmaras municipais e escolas. Desde 2001 que colabora com a DGLB – Direção Geral do Livro e das Bibliotecas no programa de Itinerância de Promoção da Leitura. Representou Portugal no 11.º Encontro de Contadores de Histórias, na Feira do Livro de Buenos Aires, na Argentina, em 2006. Foi responsável pelos conteúdos e locução no site Cata Livros, entre 2010 e 2011. Trabalhou como atriz e produtora em vários espetáculos e animações, nomeadamente no grupo de teatro O Olho, O Bando e Batatinha e Companhia, entre outros. Já publicou vários livros, nomeadamente Ungali, da Porto Editora, recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 1.º ano de escolaridade – leitura autónoma.